domingo, 30 de março de 2008

A minha vida perfeita



É certo que às vezes me sinto cansada;


É certo que tenho saudades de ter tempo para namorar, para ler um livro, para ir ao cinema, tempo para mim.

É certo que tenho pena das viagens que não fiz e que tinha planeado fazer;

Mas nunca, nem por um segundo, eu trocava a minha vida por uma outra (claro que se pudesse juntar um motorista e uma empregada interna a esta minha vida, ajudava...).


Porque esta minha vida, apesar de não ser perfeita, tem as pessoas perfeitas. E muitos momentos perfeitos.
Como a tarde de ontem.
Fomos a Braga (que é uma terra muito curiosa, com um centro cheio de vida e com muiso parques infantis) e estivemos, eu, o P. e o M., a passear. Andamos nos cavalinhos, nos baloiços, nos escorregas, corremos pela relva, brincamos ás caçadinhas e até partilhamos um gelado da Mac Donald's.

E esse foi, sem dúvida, um momento perfeito. Pedi um Sundae sem cobertura, três copos e três colheres, e sentámo-nos os três na relva, a comer.
Há realmente instantes que, apesar de aparentamente simples, ficam muito tempo na nossa memória. Sei que este vai ficar guardado na minha, por muito, muito tempo. Porque é destes instantes que a minha minha vida se compõe. Os outros, os menos perfeitos, só existem para que estes, os perfeitos, possam sobressair.