terça-feira, 29 de abril de 2008

A felicidade

O V. disse-me outro dia que no meu blog transparece a ideia de que tenho uma vida perfeita.
É evidente que não é verdade. É evidente que não tenho uma vida perfeita:
Perdi o meu pai muito cedo e continuo a ter saudades dele todos os dias, mas agarrei-me às boas memórias e à minha Mãe e irmã que continuaram a, comigo, formar um núcleo familiar coeso;
Tivemos algumas dificuldades depois dessa falta, mas sempre houve na nossa casa o essencial;
Não tenho o emprego ideal, mas gosto muito do que faço e continuo a gostar de me levantar para ir trabalhar;
Os meus filhos têm as doenças infantis normais e o P. até já rachou a cabeça, mas são doenças normais, às quais não dou grande importância;
Têm birras como todas as outras crianças e todos os dias testam a minha paciência, mas dão os beijinhos mais doces do mundo;
Há mais de dois meses que não durmo uma noite inteira, mas o J. já sorri para mim!
O V. mudou de emprego, chega mais tarde a casa e passou a trabalhar ao Sábado, mas continuamos a ter as noites e o Domingo para estarmos juntos;
Deixamos de poder passar férias em sitios exóticos, mas todas as descobertas dos meus filhos, ainda que seja no jardim ali do lado, são exóticas....

Por isso, e por tantos outros motivos, não tenho uma vida ideal. Há muito barulho e muitos ralhetes cá em casa, mas também há muito riso e muitos abraços.

Porque para mim, o que interessa não são as dificuldades que nos vão aparecendo na vida, mas o modo como as encaramos e tentamos ultrapassar.
Essa vontade de dar a volta por cima, de todos os dias dar graças pelo que temos em vez de lamentar o que não temos, de olhar para o lado positivo de todas as coisas, é que distancia as pessoas felizes das outras menos felizes.

A capacidade de, apesar de não se ter a vida que se sonhou, aceitá-la o melhor que se pode, tentando mudar o possível.

Por isso é que a frase da minha vida é:
Deus, dá-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem de mudar as que posso e a sabedoria para distinguir umas das outras.

2 comentários:

Maria Alexandra Martins disse...

Minha querida amiga,

Nem imaginas como concordo contigo! Pelo que escreves sinto que a tua vida é "perfeita", perfeita porque carregada de amor. O amor que recebes e, principalmente o amor que consegues transmitir. Sinceramente nunca dispenso a leitura deste teu blog. Sabes porquê? Pelo meu sorriso e bem estár quando leio os teus testemunhos.
Eu também considero a minha via "perfeita". Naturalmente diferente de como, no passado a sonhei mas...perfeita! Preciso apenas de sentir o Gonçalo aqui, ao nosso lado. Tudo o resto é muito bom, bom porque é carregado de amor, amizade, sinceridade e a necessária cumplicidade. Partilho os meus dias com a minha família que amo, partilho momentos com amigos que admiro...tenho os meus silêncios e...tudo isto faz de mim uma pessoa feliz!
Parabéns pelo reconhecimento e testemunho da tua alegria. Obrigada por partilhares os teus doces momentos.
Um beijo,
Xana

somebody disse...

酒店經紀人,菲梵酒店經紀,酒店經紀,禮服酒店上班,酒店小姐,便服酒店經紀,酒店打工,酒店寒假打工,酒店經紀,酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工經紀,制服酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工,酒店經紀,制服酒店經紀,酒店經紀