segunda-feira, 12 de maio de 2008

Brincadeiras de final de dia


Hoje, depois da escola, levei os meus pintainhos mais velhos a brincar no espaço "morangos". É um espaço com insufláveis, barcos com bolas, escorregas, um campo de futebol, e outros.

A mim não me pareceu nada de espetacular mas os miúdos adoraram.

correram, saltaram, brincaram á vontade, sem eu ter medo que caissem e se magoassem e sem as reras do "não mexas aí, não partas acolá.

Não fosse o preço (€3,00 por miúdo/hora + €1,00 parque estacionamento) e levava-os lá mais vezes.

Não que seja especialmente adepta de brincadeiras em espaços fechados, mas quando o tempo não ajuda, temos de inventar soluções.

E como o V. diz, tenho de aproveitar para brincar muito com eles enquanto não volto ao trabalho. Depois o tempo passa a ser contadinho...


Quando vinhamos para casa, de volta, passei na minha cunhada para eles brincarem mais um bocadinho com as primas mas quando parei o carro, disse-me o P.: não, mamã, à casa, vóvó Naná e J.


Tão querido!

Preferiu ir para casa ver o irmão do que ir brincar com as primas! Acho que já gostam genuinamente do J., apesar dele só estar nas nossas vidas há menos de três meses.


O P. e o M. são muito meigos, muito atenciosos.

Ainda hoje, quando os deixei na escola, estava uma outra mãe a deixar o filho e quando ele abriu a porta a Mãe pediu-lhe um beijinho. O miúdo andou sempre e nem ligou (o que me parece, entenda-se, absolutamente normal!...) Mas o M., ouviu isto, veio para trás e agarrou-se ao meu pescoço: beijinho e picão (pois... isto do picão é um xi-coração com sabor a salpicão...) mamã!


Fico mesmo deliciada com esta meiguice!


Eles andam numa fase muito "mamazuda".


Agora sou eu que os acompanho em tudo e isso reflecte-se no modo como se relacionam comigo.

Claro que continuam a perguntar pelo Pai a toda a hora, mas estão muito amorosos comigo, muito dependentes.

E eu deixo e gosto.

Isto dura tão pouco....