quarta-feira, 9 de julho de 2008

Os meus filhos e a igreja

Os meus filhos mais velhos têm muma relação curiosa com a igreja. Não no sentido católico mas no sentido de edifício propriamente dito. Apesar de não irmos nunca à igreja, excepto em situações de casamentos, comunhões, batizados e outras festas do género.
Apesar disso, dizia eu, passamos muitas vezes perto de igrejas, nomeadamente sempre que os levo à escola, uma vez que na mesma rua tem a igreja onde forma batizados.
E de cada vez que passamos numa igreja é a loucura total. Especialmente o P. fica histérico:
- uma igreja, uma igreja! sino! cruz!...
Tanta histeria com o assunto, um dia destes a minha Mãe levou-os a uma igreja. Viram o jesus na cruz, fizeram umas perguntas e a minha Mãe respondeu-lhes que o Jesus estava a dormir.
depois disso, todos os dias, à ida para a escola, a conversa é a mesma:
- Oh mãe, a igreja!
- sim, filho...
- a porta está fechada!
- está, filho...
- o Jesus está a nanar!
- está filho...
Hoje, invariavelmente, a mesma história, com uma alteração:
A porta estava aberta.
Neste caso, a hsiteria foi minha:
- Estão a ver, P. e M, a porta da igreja hoje está aberta! Até se vê um candeeiro lá dentro!
Resposta pronta do P.:
- Sim, mamã, o Jesus está acordado!

.... claro! se estivesse a dormir não precisava da luz acesa!....