sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Pai e filhos


Os miúdos gostam mesmo muito do Pai...

Quarta feira fui às compras e trouxe uma caixinha de chicletes para casa.

Quando o M. e o P. a descobriram, quiseram logo brincar com ela, tirar as chicletes, e perguntar pela milésima vez porque é que não podem comer...

Lá lhes expliquei pela milésima primeira vez que lhes faz mal à barriga, que é perigoso, que só os crescidos é que podem comer, blá, blá, blá...

Depois desta explicação quiseram pôr-me as chicletes todas na boca (que eu fingia comer e guardava), mas oM. ficou com uma na mão.

Disse-lhe eu:

- Não dás à mamã filho?

- Não. A mamã já comeu. Vou guardar esta para o Pai...

Não é uma ternura?????

Em seguida pediu-me um papel, embrulhou a chiclete e continuou na brincadeira, sempre com o embrulhito na mão.

Quando o V. chegou, correu para ele e abriu a mão como quem trazia um presente:

- é para o Pai!


Lindo. Lindo de morrer este meu potinho de mel!....