segunda-feira, 2 de março de 2009

A propósito de tudo e de quase nada


Já alguma vez conheceram um jardim completamente furado por toupeiras??????
Confesso que se fosse o meu jardim eu não ia achar piadinha nenhuma, mas sendo o jardim da minha prima, acho mesmo engraçado….
Porque nem sabia que existiam toupeiras nos jardins sem ser nos desenhos animados…
Há cada uma…
E isto a propósito do nosso dia de Carnaval. Fomos a Celorico, a casa da minha prima A. e os miúdos adoraram. O P. e o M. andaram atrás da gata, foram ver a cadela, tiraram laranjas da laranjeira, brincaram na terra, cansaram-se. O J. teve ainda mais atenção, com mais colos disponíveis, apanhou sol, correu também atrás da gata, brincou ao cu-cu com a cortina e os irmãos… Foi um dia bem divertido…
É certo que não foi propriamente um dia de Carnaval, mas foi giro ainda assim.
E os meus bebés já tinham tido o seu quê de Carnaval:
O P. e o M. já se tinham vestido de bombeiros (lindos….) e no Domingo o P. vestiu-se de rato mickey, o M. de pirata (bem o seu género) e o J. de Dinossauro bebé a sair do ovo (tão, tão fofinho…)
E na noite de Carnaval fomos jantar fora, o P. e o M. comeram um gelado de gente grande e ainda andaram de carrossel!
O J. não, porque é muito pequenino e, ainda que não fosse, na hora do carrossel já estava a dormir, mas os mais velhos adoraram.
Só andaram uma vez, é certo, mas gostaram ainda assim (ou por causa disso mesmo)
O que me leva a outra questão:
Já alguma vez se debateram sobre se devem dar mais ou não aos vossos filhos?
Eu debato-me muitas vezes com isso. Felizmente, posso dar-lhes praticamente tudo. Mas sei que não devo. E muitas vezes fico indecisa entre o dar porque eles querem e eu posso e o não dar porque lhes vai fazer.
Como no carrossel, por ex.
Andaram uma vez e, como é normal, queriam andar a segunda. Disse-lhes que não podia ser. Que uma vez já era bom. E eles, que são miúdos compreensivos, não reclamaram. Perceberam e saíram do carrossel sem se queixarem. O que ainda me dá mais vontade de lhes dar mais…
Enfim, isto de ser educador e tentar dar uma educação equilibrada não é fácil.
Mas acredito piamente que o facto que as crianças terem tudo lhes faz mal.
Não ter tudo, não ter a vida demasiado facilitada, faz-nos perceber o valor das coisas. Faz-nos ficar felizes com as pequenas coisas do dia a dia.
Não quero que os meus filhos sejam eternos insatisfeitos… Quero que percebam que as pequenas dádivas do dia a dia nos podem fazer felizes…
Quer seja uma viagem no carrossel, um chocolate pequenino, tirar uma laranja directamente da laranjeira ou um beijinho e um xi-coração bem fortes!

6 comentários:

Isa disse...

Não podia concordar mais com as tuas palavras.
Beijos
Isabel

banita disse...

Concordo com tudo! E acrescento: eu pertenço a uma geração que já teve muito, porque a dos meus pais lutaram por ter algum já que os meus avós pouco lhes davam por falta de posses. E esses tempos austeros não faziam mal nenhum! Não é passar fome, entenda-se! Mas preocupa-me porque os miúdos de hoje têm tudo, querem tudo e não dão valor a nada... é tão triste...

Mamã e Tesourinhos disse...

Concordo contigo. Também não damos tudo aos pequenos. Damos quando achamos que merecem e quando precisam.
Ainda este fim de semana, o Pipo queria uma prenda quando fomos ao centro comercial, apenas porque queria uma prenda, podíamos ter-lhe dado, mas optámos por não o fazer.
Fica bem.
Bjs.

Edith disse...

Eu também vou tentar que assim seja, dar - lhe o suficiente para que ele compreenda o valor das coisas!
Beijinho

A mamã disse...

concordo sim ..aliás debato-me com esse problema muitas vezes ...educar não é nada fácil..nada!

somebody disse...

酒店經紀人,菲梵酒店經紀,酒店經紀,禮服酒店上班,酒店小姐,便服酒店經紀,酒店打工,酒店寒假打工,酒店經紀,酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工經紀,制服酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工,酒店經紀,制服酒店經紀,酒店經紀