terça-feira, 11 de agosto de 2009


Adoro flores, arvores e todo o tipo de plantas em geral. E, como gosto muito, e ainda por cima gosto de jardinagem, volta e meia vou plantando coisas novas no meu jardim. Roseiras, brincos de princesa, amores perfeitos, junquilhos, tulipas, margaridas, dálias, jarrinhos de todas as cores, alfazema, buganvílias de várias cores, entre outros.
As flores vão nascendo e desaparecendo à medida natural das suas épocas de floração e os meus filhos vão assistindo a esse processo com a naturalidade de alguém que está habituado a crescer com relva e afins.
Ainda ontem, por exemplo, estivemos a apanhar limões do limoeiro (com direito a escada e balde) e maracujás, fomos espreitar as peras que estão quase quase prontas para serem colhidas e as laranjas que ainda estão no inicio do crescimento…
Seja como for, no Domingo, chegou-me o P. à cozinha, vindo do jardim e disse-me:

- Olha Mamã, temos uma planta nova no jardim.
- ???? Sim, filho? Ora, mostra lá à mamã…

E, de facto, tinha nascido um (só um) amor perfeito lá para o meio de milhentas outras coisas (o que não é muito usual em Agosto).
Mas ele não deixou de reparar….

Muitíssimo atento aos pormenores este meu príncipe loiro de olhos verdes…