terça-feira, 18 de agosto de 2009

E depois do nosso lanchinho...


Domingo fiz um lanchinho lá em casa.
Quando já todas as pessoas tinham saído, o P. correu para a mesa:
- Mamã, vou para a mesa comer os restos da festa!
(…) Estou a criar um monstro das bolachas….

Nessa mesma sequência, disse o M.
- Oh mamã, eles não comeram tudo! Não querem ficar crescidos, é?

Afinal, à custa de tanto teimar, sempre fica alguma coisa lá dentro!