segunda-feira, 7 de setembro de 2009

08 de Setembro


Podia querer esquecer, mas nao quero.

Os afectos nao se esquecem.

As memórias nao se perdem.

E, o balanço é, ainda assim, tão positivo...

Os momentos menos maus nao apagam os milhentos momentos bons, um conto com muitos pózinhos mágicos.

Podia querer esquecer. Mas nao quero.

um castelo onde eu fui princesa tantas e tantas vezes, um mar onde me perdi em tantas marés...

Nao, nao vou esquecer.

Porque, como escrevi aqui há já algum tempo, para mim, será sempre um poema.