terça-feira, 1 de setembro de 2009

Eles em mim


Estão a domir. Os três.

E, a verdade deste meu momento, é que nao existo sem eles. Vivo neles, eu sou eles.

Posso muitas vezes disfarçar, algumas até tentar que seja diferente, mas a verdade verdadinha é que eles estão em mim e só através deles consigo chegar cá dentro. São o espelho da educação lhes dou, do carinho que lhes transmito, das regras que lhes imponho, das canções que cantamos juntos. O outro lado dos meus humores, o riso do meu riso, as lágrimas das minhas dores.

São muito mais que a minha sombra. São o meu eu real, cuja sombra não sobrevive sem eles. A minha essência. Seja a quinta, a primeira, a única.

Estranho amar tanto assim.

E, quando me dizem: és a minha princesa, eu acredito.