quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Podia ser sobre vestidos, mas é mais sobre as minhas sobrinhas que adoro e sobre o meu envelhecimento...


No Domingo, disse-me a minha sobrinha mais velha:
Oh tia, adoro os teus vestidos (o que estava a usar era da Water flowers, mas sei que ela gosta particularmente dos meus vestidos da Desigual).

E eu não consegui deixar de olhar para ela com olhos de ver e pensar como está crescida!
Como é que de repente, aquele bebé lindo que eu vi crescer, que foi minha sobrinha mesmo antes de eu me casar com o V., já está tão mulher?
Ela sempre foi muito feminina, mas de repente aprecia os meus vestidos com olhos de adolescente confiante.
Lembro-me de dizer à minha cunhada que preferia ter filhos rapazes a filhas raparigas porque objectivamente sabia que não podia nunca ter filhas mais bonitas que as delas. Foram as duas bebés tão bonitos!
A C. continua gira, com olhos verdes enormes, pestanas que nao acabam, cabelo muito escuro encaralocado, com um certo ar arrapazado, muito amiga dos meus filhos e companheira de todas as suas brincadeiras. A B. já é uma menina mulher, maior que eu e que já partilha dos meus gostos!
Estou a ficar velha… é a conclusão a que chego!

E ela continua linda…