sábado, 5 de setembro de 2009

Porque o sol, quando nasce, é mais para a gente do Algarve que gentes de outras paragens

Continuamos por cá.
Com um sol fabuloso e um mar como eu já nao via há muito tempo.
Tudo igual por aqui.
O Carvoeiro são duas ruas: uma por onde se chega e outra por onde se parte.
Tem outros arruamentos envolventes, mas o principal é isto. Duas ruas, um largo, uma praia.
Estamos bem. Os miúdos com uma energia inacreditável, com uma imaginação muitas vezes acima da minha paciência, mas felizes. morenos, lindos, livres, felizes.
Eu, este fim de semana, com as pessoas que mais amo. Nem sempre é assim, mas hoje sim. E, também por isso, ainda mais feliz.