sexta-feira, 25 de setembro de 2009


Tenho para mim que as pessoas são, na sua generalidade, estranhas...

Não?


hum... a mim cheira-me que sim.


E que tal, talvez, uma vez por outra, sermos simples e transparentes?


Dava muito trabalho não dava?


Pois! Eu sei... Mas olhem que desconfio que era bem mais honesto com todos...