terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Anjinho J. a caminho...


O meu príncipe J. deve estar quase a nascer.


Já tenho quase 36 semanas e nunca estive tanto tempo grávida!


Ufa, que isto cansa!


Mas já está tudo pronto: Já temos berço novo (os berços do P. e do M. foram para outra casa de gémeos que precisava mais deles que nós), roupas (para tamanhos prematuros e não prematuros... não sabemos quando vai nascer...), brinquedos, cremes, fraldas... tudo a postos para o nosso novo elemento familiar.


O P. e o M. ainda não viram o berço. Mas quando vêem a roupa pequenina já dizem que é para o bébé J.

E dão beijinhos na minha barriga e fazem miminhos...

Espero que não seja demais para eles! Já têm de repartir tanta atenção entre eles e agora também com o J....

Sei que vou amar este novo filho tanto quanto amo o P. e o M., mas nesta primeira fase tenho mais receio por eles.

O J. será apenas um bébé com necessidades mínimas de comida, rabinho seco e de amor.

O P. e o M. têm necessidades máximas de tudo. São crianças muito exigentes. Porque as eduquei assim, porque as deixei e deixo ser assim. Porque quero que sintam que podem pedir da vida tudo a que têm direito e, neste momento, somos nós a vida deles.

O J. também há-de ser assim. Porque também o vamos amar incondicionalmente e porque também terá tudo aquilo a que uma criança feliz tem direito.