quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Os meus heróis


O meu filho M. acha-se muito forte. E é. mas para além disso, tem um lado muito paternalista. Não só com o irmão, mas também comigo.

Se eu lhe digo que vou a uma dada divisão da casa, ele corre na minha frente, liga a luz, abre a porta, e fica à espera que eu entre.

Se eu lhe peço, a ele e ao P. para fazer qualquer coisa e o P. não faz, O M. olha para ele com ar de censura e faz ele.
Se lhe peço os chinelos, vai buscá-los e calça-mos.

Hoje de manhã queria levantar-me, o que já não é tarefa fácil.

O V. deu-me a mão para me ajudar, mas o M. começou:

" - Não, não! mim! mim!" Pôs-se de pé, agarrou-me as mãos e disse "- opa, opa!". Ajudou a levantar-me e levou-me pela mão.

Obrigada, meu amor! Tu e o mano são os meus heróis!