terça-feira, 8 de abril de 2008

O principezinho


Sempre gostei muito do principezinho. Foi, aliás, esse um dos livros que escolhemos para oferecer aos convidados do nosso casamento. Foi também um excerto do livro (a parte da raposa cativar o principezinho) que o Padre que nos casou escolheu para sermão, mas nunca, até agora, tinha entendido verdadeiramente o livro.


Porque agora, o P. e o M. desenham muito! E fazem uns sarrabiscos no papel que depois me identificam:


Um barco, um gato, um cão, uma estrela...


E eu olho e por mais que tente, só vejo uns sarrabiscos...


Que saudades de ser criança! De conseguir ver para além das caixas que se desenham... Ou dos sarrabiscos que os meus filhos amorosamente dizem ser uma flor ou um coração...