terça-feira, 19 de agosto de 2008

Fim de semana em Celorico


Fomos de fim de semana para Celorico, onde vive a minha prima A. e a minha Avó.


Quase parecia que iamos de férias, tanta era a tralha, mas lá nos conseguimos arranjar...



É sempre uma aventura ir com três miúdos, seja para onde for, mas a minha mae e a minh irmã foram comigo e são sempre uma ajuda preciosíssima!...


A não ser assim, não sei como conseguia sair de casa...

Tralhas à parte, foi bom.


Brincamos muito, fomos ao parque, o J. teve muito colo, passeamos, descansamos, saímos da nossa rotina diária.


Foi, sobretudo, calmo. E isso é sempre muito, muito bom!


Depois, o V., que tinha ido de fim de semana ao casamento de um amigo (eu também devia ter ido, ms como era fora de Portugal, não me apeteceu gastar tanto dinheiro em viagens e estadias por causa de uma pessoa que mal conheço...) apareceu de surpresa e isso completou o nosso fim de semana familiar...


Trouxe-lhes uns peluches amorosos e para mim chocolates (que em fartei de comer ontem à noite...) e foi a histeria total.


Os miúdos gostam mesmo muito dele e isso conforta-me a alma. Faz-me bem vê-los juntos. Faz-me bem vê-los juntos e felizes. Porque sempre quis para os meus filhos um Pai presente, amigo, brincalhão. interveniente. Participativo.


Ás vezes até me sinto injustiçada, porque sendo eu muito mais presente, os miúdos não gostam, apesar disso, mais de mim do que do Pai. Mas é um injustiçado bom. De meros ciúmes de mae galinha.


Prefiro, de longe, que os meus filhos amem o Pai tanto quanto a mim. Porque quero que continuem a ter nas carinhas aqueles sorrisos lindos de meninos felizes. De bem com a vida...