terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Podia ser um post sobre o FCp, mas não. è sobre amor de filhos e Pai...


Os meus filhos adoram o Pai. Disso não há dúvida, mas às vezes a ternura e a sensibilidade deles, consegue mesmo comover-me…

Isto a propósito do seguinte:
O V. é portista ferrenho. A minha cunhada, apesar de também ser portista, só para implicar com o V. disse aos miúdos que o Benfica é que é o maior…
Claro que eles, como pequenitos (e crentes, diga-se a verdade!) que são, chegaram a casa a gritar que o Benfica é o maior…
O V. é que não gostou nada da brincadeira e disse-lhes que não era assim, que o Porto é que é bom… enfim, o normal.

Isso passou-se já há imenso tempo, mas hoje de manhã, conversavam o P. e o M:
P. Oh maninho, eu sou do Porto e tu és do Benfica, está bem?
M. Não, mano. Eu também sou do Porto, porque o papá não gosta do Benfica…

Digam lá se há uma declaração de amor mais linda e sincera que esta?

Não há um dia que passe em que não deixe de acrescentar uns pozinhos mais de amor ao amor já de si infinito que sinto pelos meus três bebés!