quarta-feira, 6 de maio de 2009

Sobre o fim de semana


Ainda aqui não falei no nosso fim de semana. É que tenho tanta coisa para escrever que até me custa começar. Mas ora vamos lá fazer um resuminho:
1ª constatação: quem inventou fins de semana de três ou mais dias não foi decerto uma mãe de três filhos bebés. È que é mesmo cansativo! A sério! Cheguei na segunda feira ao trabalho com uma boa disposição… ainda bem que existe o trabalho… e que os fins de semana só têm dois dias!...
2ª constatação: Ok, não foi assim tão mau! É certo que foi cansativo, mas foi também delicioso.
Partilhar com os meus filhos momentos de pura diversão é realmente compensador. E todo o cansaço se desvanecia quando eles me diziam (e o P., sobretudo, fartou-se de o repetir): estão tão contente, mamã!
3º Apesar de compensador, alguém me explica porque é que o acesso aos castelos é tão difícil?????
Então e umas rampas? Ou um teleférico? E os pobres coitados que usam cadeiras de rodas não têm direito a visitar castelos? Muito mau… subir as escadas (pseudo-escadas, naturalmente) do castelo de Leiria com o J. ao colo, foi realmente extenuante.
4ª constatação: Ora então vamos lá começar pelo inicio:
Fomos para Vieira de Leiria. Para um hotel muito engraçado, mesmo em cima da praia, com umas casinhas muito coloridas, muito espaço, parque infantil, piscina climatizada e parque aquático (que não estava ainda aberto). Não conhecia mas gostei muito.
Em Leiria, visitamos a base aérea de monte real, onde vimos um avião de guerra, fomos ao castelo de Leiria (o tal das escadas, que é muito bonito e muito bem conservado) e a uma feira de Maio onde o P. e M. andaram de carrocel e os três tiveram direito a balão.
Fomos à piscina, á praia, jogamos muito á bola, andaram no parque, fartámo-nos de brincar.
Foi, de facto muito, muito bom.
Não deixou de ser cansativo (e um bocadito caro) … mas ainda assim, valeu bem a pena.


Porque o que guardamos, cada vez mais percebo isso, são as memórias. As recordações. E essas têm de ir sendo construídas paulatinamente, á medida do nosso crescimento.