terça-feira, 9 de junho de 2009

caos lá fora, silencio cá dentro. E é assim que estou bem


Este sábado o P. acordou mais cedo.
E enquanto o M. e o J. dormiam, levei-o para o meu quarto e ficamos os dois, só os dois, a brincar. A conversar. E, depois dessa conversa, levei-o para a banheira e ele ali ficou. Sozinho, a brincar com os seus brinquedos, sem ter de partilhar bonecos nem espaço nem atenção com mais dois irmãos.
E o que eu mais senti, naqueles breves momentos, foi o silencio.
O silencio de uma criança que fala imenso e brinca e que, provavelmente será o mais barulhento dos três mas que, estando sozinho, mal se ouve.
Não porque não falasse ou não brincasse, mas porque os meus ouvidos já estão tão treinados para ouvir três que ouvir um só é silêncio puro e absoluto.
E pensei: Era tão mais fácil. É tão infinitamente mais fácil ter um só filho…
A minha vida seria tão diferente.
Não é justo pensar isto, eu sei.
Os meus filhos só são três porque eu os aceitei. A todos, sem tirar nem pôr.
Mas que era bem mais simples ter um só, era. Não há como negá-lo.
Deixei-o no banho, tranquilo, sem birras e fui acordar os meus outros dois bebés. Primeiro o M., depois o J. e coloquei-os também no banho.
E, de repente, o caos total.
Choro por reivindicação de espaço, espuma que vai para os olhos, um que molha o outro, chamadas para limpar ranhocas, mais choro por partilha de brinquedos, barulho porque não querem lavar a cabeça, o J. que se levanta e calca os irmãos, um verdadeiro caos total.
Mas, nesse caos total, nesse ruído completo e absoluto, senti, finalmente, o meu coração em silêncio.
Porque o meu coração só se silencia, só se tranquiliza quando os tenho aos três. Quando o caos deles se torna a minha paz.

11 comentários:

Banita disse...

Só no caos é que te sentes completa, né? Beijinhos para ti e para os teus amores

mamã disse...

Imagino... sem o barulho deles, o nosso coração emudece!

Bjs

sobretisobrenos disse...

Passei só para deixar um beijinho.
Ália

Anónimo disse...

Consigo compreender esse teu comentário. Não por ter filhos, mas sim por conhecer algumas famílias numerosas, e sei, que os seus pais só se sentem completos com a presença de todos, por mais que isso canse, a recompensa é enorme.

MJC disse...

Compreendo o que dizes perfeitamente.
Eu por vezes desejo tanto um pouquinho de silêncio, mas quando fico sózinha, sinto tanta falta do barulho deles! Parece que já não consigo viver sem esse barulho. (mas a triplicar e com essas idades... é muuuuito complicado, acredito!)
Beijinho

dangerously in love disse...

´Cheguei aqui através de um blog em comum...e estou viciada. Li e reli muitos posts... Digo primeiro que te admiro ... que és uma grande mulher...uma grande mãe...uma verdadeira força da natureza...pelo que li...claro.

Vejo aqui algumas parecenças com o que vivo agora...com uma grande diferença..não tenho 3 filhos...tenho uma filha linda que me aquece o coração.

Vou voltar...espero que não te importes.

beijocas

Cresce barriguita...cresce!!! disse...

Ai amiga..como entende aquilio que escreves,,, parece q passamos por esta fase....eu so tenho um...o meu amor..o rei da minha vida...muitas vezes me pergunto se a minha vida será só isto???
eNFIM....ACHO QUE É UMA FASE Q ESTAMOS A PASSAR....E VAMOS CONSEGUIR DAR A VOLTA CERTO??
MIL BEIJINHUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

Maria José disse...

Como eu compreendo o que escreves, és realmente uma grande mãe e uma mulher fantástica
bjokas

mãe pimpolha disse...

Acredito que fosse mais fácil, mas já não viverias sem eles, não é?
Beijocas

Solita disse...

Tu és demais mulher!!!

hihihih!!

A imagem esta bem escoolhida-


Jinhos para esses babys todos

somebody disse...

酒店經紀人,菲梵酒店經紀,酒店經紀,禮服酒店上班,酒店小姐,便服酒店經紀,酒店打工,酒店寒假打工,酒店經紀,酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工經紀,制服酒店經紀,專業酒店經紀,合法酒店經紀,酒店暑假打工,酒店兼職,便服酒店工作,酒店打工,酒店經紀,制服酒店經紀,酒店經紀